NOTÍCIAS

25 de julho, dia Internacional da Mulher Negra Latino Americana e Caribenha

O Dia Internacional da Mulher Negra Latino Americana e Caribenha é um marco da luta e resistência da mulher negra contra a opressão de gênero, o racismo e a exploração de classe. A data foi instituída em 1992, no I Encontro de Mulheres Afro-Latino-Americanas e Afro-caribenhas, para dar visibilidade e reconhecimento à presença e à luta das mulheres negras nesse continente.

No Brasil, nesta data também é comemorado a criação do Dia Nacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra, proposto pela ex-senadora Serys Slhessarenko (PT-MT).

Tereza de Benguela foi uma líder conhecida como “Rainha Tereza”, em seu tempo, século XVIII no Vale do Guaporé, no Mato Grosso. Líder do Quilombo de Quariterê após a morte de seu companheiro, José Piolho, morto por soldados do então Governador Capitão-General da Capitania, Antônio Rolim de Moura.

Segundo documentos da época, o lugar abrigava mais de 100 pessoas, com aproximadamente 79 negros e 30 índios. O quilombo resistiu da década de 1730 ao final do século. Tereza foi morta após ser capturada, em 1770, erguendo bem alto essa bandeira com identidade de luta, de resistência, e emancipação, que chegada aos dias de hoje se desdobra na Marcha Nacional de Mulheres Negras.

2,990 total views, 1 views today

Sindimetal-Rio

Sindicato classista e de luta

Fundado em 1º de maio de 1917.

O Sindicato dos Metalúrgicos do Rio de Janeiro, fundado em 1º de maio de 1917, continua sendo o principal instrumento de luta e de atuação da categoria. Tem uma rica história em prol do Brasil, da democracia e em defesa dos trabalhadores. O Sindicato, consciente do seu papel, segue firme, buscando sempre a valorização do trabalhador e a construção de uma sociedade mais justa e igualitária, a sociedade socialista.

Saiba mais