NOTÍCIAS

Advogada é algemada em audiência na justiça

O caso da advogada Valéria Lúcia dos Santos, que foi presa e algemada enquanto participava de uma audiência no 3º Juizado Especial Cível, de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, parece ser mais um caso de racismo institucional.

Valéria, uma advogada negra, foi humilhada, pela juíza leiga, Ethel de Vasconcelos, que discutiram sobre uma contestação do processo. Juízes leigos são auxiliares da Justiça que possuem algumas funções, como tentar a conciliação entre as partes-papel de um processo, mas que não são togados.

“Eu não vou sair. Eu estou no meu direito, eu estou trabalhando. Eu não estou roubando, não estou fazendo nada não. Estou trabalhando!”, foi o que disse a doutora Valéria Santos, antes de ser detida e algemada.

Para a OAB-RJ, a “advogada Valéria Lúcia dos Santos foi constrangida e impedida de exercer livre e plenamente as prerrogativas de usar da palavra, registrar os fatos em ata de audiência e bem defender os interesses de sua constituinte, por atos arbitrários de uma juíza leiga e da autoridade policial”.

Infelizmente, casos de racismo persistem ainda em nossa sociedade. Muitos sequer são registrados. A luta contra o racismo, pela igualdade entre todos merece nosso apoio. Repudiamos qualquer ato de racismo.

Denuncie! Racismo é crime!

Sindimetal-Rio

Sindicato classista e de luta

Fundado em 1º de maio de 1917.

O Sindicato dos Metalúrgicos do Rio de Janeiro, fundado em 1º de maio de 1917, continua sendo o principal instrumento de luta e de atuação da categoria. Tem uma rica história em prol do Brasil, da democracia e em defesa dos trabalhadores.

O Sindicato, consciente do seu papel, segue firme, buscando sempre a valorização do trabalhador e a construção de uma sociedade mais justa e igualitária, a sociedade socialista.

Saiba mais