NOTÍCIAS

Categoria aprova contribuição sindical

Assembleia aprova contribuição sindical

Em clima de unidade e força, os metalúrgicos do Rio de Janeiro aprovaram, em assembleia no dia 7 de fevereiro, a contribuição sindical para a categoria. Essa decisão fortalece a luta dos trabalhadores ao reforçar a estrutura sindical da categoria para as batalhas atuais e futuras.

O Sindicato encaminhará para todas as empresas a decisão unânime da assembleia. Ao mesmo tempo estará na porta das fábricas dialogando com os trabalhadores sobre a importância da contribuição sindical em um momento de severos ataques aos direitos dos trabalhadores – como a aprovação da terceirização e da reforma trabalhista e a ainda a reforma da previdência que o governo quer votar.

Governo e patrões querem a todo o momento enfraquecer a luta dos trabalhadores pelos seus direitos. Para isso, buscam diminuir a ação dos sindicatos. Uma entidade para ser forte e de luta precisa ser independente, sem ter qualquer atrelamento. Para alcançar isso somente com a participação e contribuição dos trabalhadores.

Na assembleia foi ressaltado ainda que o fim da contribuição sindical é uma artimanha do governo golpista para diminuir os diretos dos trabalhadores, desde a regra do Ministério do Trabalho que dificultou o combate ao trabalho escravo e logo em seguida com a extinção e modificações na CLT e agora a tentativa de atacar a previdência.

Importante destacara ainda o posicionamento da ANAMATRA (Associação Nacional dos Magistrados do Trabalho) que editou o enunciado nº 38 que assim estabelece:

I- É lícita a autorização coletiva prévia e expressa para o desconto das contribuições sindical e assistencial, mediante assembleia geral, nos termos do estatuto, se obtida mediante convocação de toda a categoria representada especificamente para esse fim, independentemente de associação e sindicalização.

II – A decisão da assembleia geral será obrigatória para toda a categoria, no caso das convenções coletivas, ou para todos os empregados das empresas signatárias do acordo coletivo de trabalho.

III – O poder de controle do empregador sobre o desconto da contribuição sindical é incompatível com o caput do art. 8º da Constituição Federal e com o art. 1º da Convenção 98 da OIT, por violar os princípios da liberdade e da autonomia sindical e da coibição aos atos antissindicais.

1,200 total views, 1 views today

Sindimetal-Rio

Sindicato classista e de luta

Fundado em 1º de maio de 1917.

O Sindicato dos Metalúrgicos do Rio de Janeiro, fundado em 1º de maio de 1917, continua sendo o principal instrumento de luta e de atuação da categoria. Tem uma rica história em prol do Brasil, da democracia e em defesa dos trabalhadores.

O Sindicato, consciente do seu papel, segue firme, buscando sempre a valorização do trabalhador e a construção de uma sociedade mais justa e igualitária, a sociedade socialista.

Saiba mais