NOTÍCIAS

Congresso debate organização sindical, economia do Rio de Janeiro e aponta rumos para a campanha salarial

Nos dias 5 e 6 de julho, o Sindimetal-Rio reuniu dezenas de delegados eleitos, de diversas empresas, para o 13º Congresso dos Metalúrgicos do Rio de Janeiro. A abertura contou com as presenças do presidente da CTB-RJ, Paulo Farias, o presidente do Corecon-RJ, Antônio dos Santos, Edson Rocha, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Niterói e o ex-deputado Luiz Sérgio, representando o presidente da Transpetro.

No dia 6, o congresso recebeu novamente o presidente da CTB-RJ, Paulo Farias, que fez uma exposição sobre a conjuntura nacional e internacional. Em seguida, a conselheira do Corecon-RJ, Clician do Couto Oliveira, falou sobre a realidade econômica do Rio de Janeiro. Ainda na parte da manhã foram feita exposições sobre fake news e pós-verdade.

Na parte da tarde, o congresso tratou de estrutura e organização sindical, com as apresentações de Ronaldo Leite (secretário-geral da CTB Nacional) e Eremi Melo (Fitmetal e UIS Metal), além do presidente da Fitmetal, Assis Melo.

O congresso também debateu mudanças no estatuto da entidade, com importantes atualizações e, por fim, a campanha salarial deste ano.

Os delegados aprovaram ainda um plano de luta que destaca o apoio à nova política de industrialização proposta pelo governo do presidente Lula, a participação no Fórum Nacional da Indústria Naval das trabalhadoras, convocar a categoria a participar nas eleições de 2024 e 2026 para apoiar e votar nos candidatos comprometidos com a luta dos trabalhadores e suas reivindicações e reafirmar o compromisso histórico do Sindicato em defesa dos funcionários da Nuclep e da empresa pública para realização dos projetos nacionais que fortalecem a soberania do Brasil, entre outros pontos.

Ainda no tema da campanha salarial 2024, o objetivo é denunciar, na base e em todos os espaços da sociedade, a lei do banco de horas, das homologações dentro das empresas e o contrato intermitente que escraviza as trabalhadoras e trabalhadores.

242 total views, 2 views today

Sindimetal-Rio

Sindicato classista e de luta

Fundado em 1º de maio de 1917.

O Sindicato dos Metalúrgicos do Rio de Janeiro, fundado em 1º de maio de 1917, continua sendo o principal instrumento de luta e de atuação da categoria. Tem uma rica história em prol do Brasil, da democracia e em defesa dos trabalhadores. O Sindicato, consciente do seu papel, segue firme, buscando sempre a valorização do trabalhador e a construção de uma sociedade mais justa e igualitária, a sociedade socialista.

Saiba mais