NOTÍCIAS

EBE: queremos o que é nosso. Na lei ou na marra

EBE TRT

Não dá pra aceitar mais esse descaso e desrespeito da EBE com os trabalhadores. Ninguém aguenta mais tanta humilhação para cobrar o que é de direito!

Para piorar, ao invés de pagar o que deve, a empresa chama a polícia para reprimir os ex-funcionários. Essa polícia deveria prender quem dá calote, quem não paga o que deve. Quanta injustiça!!!

Essa afronta precisa acabar. Chega! Se a EBE não apresentar a data do pagamento ou um cronograma de fato, o Sindimetal-Rio convocará todos os trabalhadores para ocuparem o terreno da empresa (Av. Brasil).

Vale lembrar que o Sindicato já pediu ao juiz o leilão do terreno, e que já foi aceito, faltando apenas os trâmites judiciais. Porém, não dá mais para esperar. Se a empresa deve, então nada mais justo que esse terreno seja dividido entre os trabalhadores.

Da mesma forma, é importante manter a mobilização na porta da empresa, para quem puder ir. Mostrar para eles a necessidade dos trabalhadores.

Infelizmente, a morosidade da justiça é muito grande, que não vê as dificuldades que passam os trabalhadores, que não têm sequer o que levar para casa e suas famílias. Junto com isso, vemos que o custo de vida aumenta: gás de cozinha, alimentação e gasolina já sofreram diversos reajustes nos últimos meses. Para o trabalhador nada, para os empresários tudo!

Ao mesmo tempo, promovem a retirada de direitos com a (des)reforma trabalhista e não querem que a gente se aposente com essa (des)reforma da previdência.

O recado está dado! Quem trabalhou arduamente tem direito a receber o que é seu. Queremos uma posição imediata da EBE. Do contrário, o terreno precisa ser vendido rapidamente para pagar a todos ou ocuparemos o local.

669 total views, 1 views today

Sindimetal-Rio

Sindicato classista e de luta

Fundado em 1º de maio de 1917.

O Sindicato dos Metalúrgicos do Rio de Janeiro, fundado em 1º de maio de 1917, continua sendo o principal instrumento de luta e de atuação da categoria. Tem uma rica história em prol do Brasil, da democracia e em defesa dos trabalhadores.

O Sindicato, consciente do seu papel, segue firme, buscando sempre a valorização do trabalhador e a construção de uma sociedade mais justa e igualitária, a sociedade socialista.

Saiba mais