NOTÍCIAS

Fabrimar (Tigre) chama polícia para reprimir trabalhadores na luta pelos seus direitos

A direção do Sindimetal-Rio esteve na madrugada desta quinta-feira (25) na Fabrimar (Tigre) para uma assembleia com os trabalhadores. Porém, na porta da empresa havia um forte aparato policial para intimidar os funcionários e, com isso, não aderirem ao chamado legítimo do Sindicato.

A polícia tentou a todo tempo intimidar os trabalhadores, chamando a todos para entrar na empresa, que mais uma vez realiza essa prática antissindical. Mas a forte repressão policial não intimidou o Sindicato que dialogou com os trabalhadores e passou o recado para a Fabrimar.

A luta apenas começou!

A Fabrimar (Tigre) continua querendo dar um calote nos trabalhadores, pois não quer cumprir o acordo de pagar R$ 500,00 de abono aos seus funcionários, como ficou definido, em assembleia, entre o Sindicato, trabalhadores e a empresa no fim do ano passado.

O Sindimetal-Rio voltará a reunir os trabalhadores em assembleia para organizar um ato ainda maior. Para a entidade sindical, não adianta a presença da polícia ou de quem quer que seja. Uma entidade centenária como a nossa, que resistiu à ditadura militar, não vai baixar a cabeça.

 

1,412 total views, 1 views today

Sindimetal-Rio

Sindicato classista e de luta

Fundado em 1º de maio de 1917.

O Sindicato dos Metalúrgicos do Rio de Janeiro, fundado em 1º de maio de 1917, continua sendo o principal instrumento de luta e de atuação da categoria. Tem uma rica história em prol do Brasil, da democracia e em defesa dos trabalhadores.

O Sindicato, consciente do seu papel, segue firme, buscando sempre a valorização do trabalhador e a construção de uma sociedade mais justa e igualitária, a sociedade socialista.

Saiba mais