NOTÍCIAS

Faleceu, por conta da Covid-19, o camarada José Ferreira Nobre

Faleceu na madrugada deste domingo, dia 28, o camarada e metalúrgico José Ferreira Nobre, aos 98 anos, por conta da Covid-19. Presidente dos Metalúrgicos Aposentados, Nobre – como era conhecido por todos – era figura sempre presente no Sindicato dos Metalúrgicos, em Benfica, onde fazia questão de estar todos os dias.  

Adorado por todos, Nobre era daquelas pessoas que a gente passava horas conversando e ouvindo suas histórias. Sindicalizado desde 1947, era o sócio mais antigo do Sindicato dos Metalúrgicos do Rio de Janeiro. “Um comunista”, como gostava de dizer, filiado ao PCdoB, Nobre sempre esteve ligado ao movimento sindical e as lutas da classe operária. O bravo combatente era uma referência para os companheiros mais novos e até os mais antigos, por sua atenção e dedicação a todos.  

Foi símbolo importante para todos que o conheceram, seu exemplo estará sempre vivo em nossos corações e servirá de inspiração para todos nós e as futuras gerações. Neste momento, nossas bandeiras, todas vermelhas, se inclinam em sua homenagem.  

Durante as comemorações dos 100 anos do Sindimetal-Rio, em 2017, José Nobre esteve em todos os atos comemorativos, na cidade do Rio, mas também na Câmara dos Deputados, em Brasília, onde ocupou a tribuna por um breve momento para discursar em prol dos trabalhadores e da organização sindical. 

José Ferreira Nobre nasceu em Sergipe em 1923, no município de Itaporanga D’Ajuda, mais precisamente na Usina de Açúcar São José. Depois se mudou para São Cristóvão (SE), onde começou a trabalhar com 13 anos.  

Mais tarde foi para a Bahia, onde conheceu um soldador que veio do Rio de Janeiro. Foi com a indicação deste soldador que veio para o Rio conseguiu seu trabalho, em julho de 1947, na Indústria de Ferro e Aço, como ajudante de soldador e de caldeireiro. Em agosto do mesmo ano se filia ao Sindimetal-Rio e, aos poucos, vai se aproximando das lutas sindicais.  

Em 1951 concorreu pela primeira vez à direção do Sindicato, sendo derrotado, custando ainda seu emprego na Standard Electric por conta das “atividades políticas”. Em 1953, foi eleito para o Conselho Fiscal na chapa de Benedito Cerqueira. Ocupou ainda a diretoria de Saúde (1996-1999) e de Patrimônio (1999-2002).  

Aposentou-se em 1977, quando estava na White Martins, mas nunca deixou de estar presente em todas as atividades do Sindimetal-Rio. Foi por diversos mantados presidente  dos Metalúrgicos Aposentados. 

Camarada Nobre, presente, agora e sempre!!! 

3,387 total views, 14 views today

Sindimetal-Rio

Sindicato classista e de luta

Fundado em 1º de maio de 1917.

O Sindicato dos Metalúrgicos do Rio de Janeiro, fundado em 1º de maio de 1917, continua sendo o principal instrumento de luta e de atuação da categoria. Tem uma rica história em prol do Brasil, da democracia e em defesa dos trabalhadores. O Sindicato, consciente do seu papel, segue firme, buscando sempre a valorização do trabalhador e a construção de uma sociedade mais justa e igualitária, a sociedade socialista.

Saiba mais